Categorias
AI News xCH

A ONU investiga os ataques de criptomoedas da Coreia do Norte à medida que as preocupações aumentam

As Nações Unidas (ONU) lançaram uma investigação sobre o suposto envolvimento da Coreia do Norte em ataques cibernéticos contra empresas de criptomoedas. Esses grupos de hackers, ligados à nação, supostamente acumularam US$ 3 bilhões em fundos roubados para financiar seu programa de armas de destruição em massa.

O comitê independente de sanções da ONU está investigando 58 ataques cibernéticos que visaram empresas relacionadas a criptomoedas entre 2017 e 2023. Os fundos roubados, estimados em US$ 3 bilhões, levantaram preocupações internacionais em relação aos programas nucleares e de mísseis da Coreia do Norte, que supostamente são apoiados por esses fundos ilícitos.

Em 2023, relatórios indicaram que hackers norte-coreanos roubaram aproximadamente US$ 1 bilhão em criptomoedas por meio de 20 ataques separados. Embora esse número tenha marcado uma diminuição em comparação com os US$ 1,7 bilhão roubados em 2022, empresas de inteligência em blockchain estão alertando para uma perspectiva preocupante. Elas preveem que 2024 possa testemunhar ataques ainda mais sofisticados e prejudiciais, resultando em perdas financeiras ainda maiores para empresas de criptomoedas.

A empresa de inteligência em blockchain TRM Labs alertou: “Apesar das melhorias nas medidas de segurança cibernética adotadas pelas exchanges e do aumento da colaboração internacional para rastrear e recuperar fundos roubados, podemos esperar mais interrupções do cibercriminoso mais prolífico do mundo em 2024”.

Além disso, as preocupações em torno das criptomoedas vão além das atividades de hacking da Coreia do Norte. O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime chamou a atenção para o uso indevido de criptomoedas em economias ilícitas emergentes no leste e sudeste da Ásia. Cassinos não regulamentados ou ilícitos e esquemas românticos de “golpe do açougue” estão supostamente prosperando na região do Rio Mekong, levantando alarme sobre a exploração potencial de criptomoedas para atividades criminosas.

Enquanto a ONU investiga os ataques de criptomoedas da Coreia do Norte, ela também destaca os desafios mais amplos associados ao uso de moedas digitais em empreendimentos criminosos. A comunidade global precisará intensificar os esforços para fortalecer as medidas de segurança cibernética e promover estruturas regulatórias para mitigar os riscos relacionados a atividades criminosas relacionadas a criptomoedas.

FAQ:

1. O que a ONU está investigando em relação à Coreia do Norte?
A ONU está investigando o suposto envolvimento da Coreia do Norte em ataques cibernéticos contra empresas de criptomoedas, que teriam levantado US$ 3 bilhões em fundos roubados para o programa de armas de destruição em massa do país.

2. Quantos ataques cibernéticos estão sendo investigados?
A ONU está investigando 58 ataques cibernéticos que visaram empresas relacionadas a criptomoedas entre 2017 e 2023.

3. Quanto dinheiro foi roubado nesses ataques cibernéticos?
Estima-se que aproximadamente US$ 3 bilhões em fundos roubados tenham sido acumulados por meio desses ataques cibernéticos.

4. Quais preocupações os fundos roubados levantam?
Os fundos roubados levantam preocupações em relação aos programas nucleares e de mísseis da Coreia do Norte, pois acredita-se que eles estejam apoiando essas atividades ilícitas.

5. Quanto de criptomoedas os hackers norte-coreanos roubaram em 2023?
Em 2023, relatos indicam que hackers norte-coreanos roubaram aproximadamente US$ 1 bilhão em criptomoedas por meio de 20 ataques separados.

6. Existem previsões para futuros ataques cibernéticos?
Empresas de inteligência em blockchain preveem que 2024 possa testemunhar ataques ainda mais sofisticados e prejudiciais, resultando em maiores perdas financeiras para empresas de criptomoedas.

7. Quais são as preocupações mais amplas relacionadas a criptomoedas?
O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime chamou a atenção para o uso indevido de criptomoedas em economias ilícitas no leste e sudeste da Ásia, incluindo cassinos não regulamentados e esquemas românticos de golpe. Isso levanta preocupações sobre a exploração potencial de criptomoedas para atividades criminosas.

Definições:

– Ataques cibernéticos: Tentativas deliberadas e maliciosas de penetrar em sistemas ou redes de computadores para obter acesso não autorizado, interromper operações ou roubar informações.
– Criptomoeda: Moeda digital ou virtual que usa criptografia para transações financeiras seguras, controlar a criação de unidades adicionais e verificar a transferência de ativos.
– Blockchain: Um registro digital descentralizado e transparente que registra transações em vários computadores ou nodes. Ele garante a integridade e a segurança dos dados.
– Ilícito: Ilegal ou proibido por lei.

Links relacionados sugeridos:
– Site das Nações Unidas
– Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime
– TRM Labs